• Ana Paula Psicóloga

Como administrar os desafios da rotina de trabalho, angústia e pânico com a saúde emocional

A saúde mental é algo a ser preservado na vida das pessoas, pois quanto os problemas de ordem psicológica se manifestam logo o corpo dá sinais de adoecimento e em muitos casos o trabalhador fica incapacitado para desenvolver suas atividades laborais.


A vida adulta, uma ampla proporção do nosso tempo é gasta no trabalho. Portanto, a experiência no local de trabalho é um dos fatores que determinam o bem-estar geral.


Neste momento, a população e muito menos os profissionais da saúde não podem mais manter uma visão mágica que são inabaláveis e que não adoecem mentalmente diante do isolamento, da incerteza e do medo.


Pela situação a sensação de impotência frente à letalidade da doença, de exaustão, da insuficiência de EPIs, do distanciamento dos familiares e da falta de engajamento da população.


Para os profissionais da saúde o medo e a ansiedade durante a pandemia não têm sido fácil. O enfermeiro, médico, técnico de enfermagem, psicólogos são pessoas que sofrem e precisam de um tempo para ser cuidarem e descansar.


Vários desafios interferem no bem-estar mental da linha de frente: a sobrecarga do trabalho e sensação de impotência ao testemunhar o número significativo de mortes pela covid-19 podem gerar reação aguda ao estresse e transtorno de esgotamento.


Uma realidade que a falta de medicamentos, hospitais, leitos e equipamentos, e de equipes de trabalho em saúde que possam atuar na assistência dos pacientes vítimas da infecção, e para não sobrecarregar os diversos níveis de assistência em saúde.


Para evitar que isto aconteça são necessárias estratégias de prevenção, manutenção e recuperação de saúde mental. O problema não deve ser olhado apenas como forma de “apagar o fogo”. O caráter preventivo é indispensável.

É essencial reconhecer o esforços dos profissionais dessa área, que trabalham dia e noite pela saúde dos pacientes infectados e por soluções para essa crise.


DICAS:

A rotina dos profissionais de saúde varia bastante, então a forma de cuidado para cada um deles será diferente.



1. Pare e se escute


Durante os períodos de estresse, pare e preste atenção nas suas próprias necessidades e sentimentos.


Procure atividades que você goste e que te façam relaxar. Faça exercícios regularmente (mesmo que adaptados a um novo contexto), mantenha uma rotina de sono e procure se alimentar de forma saudável.


A prática de meditação ajuda no manejo do estresse, autocontrole e equilíbrio emocional, atua no equilíbrio do sistema nervoso autônomo, melhora a vitalidade e promove o relaxamento. Melhorar a mente e o corpo.





2. Use as redes sociais como aliadas


No momento em que muitas pessoas estão isoladas ou em quarentena, as redes sociais se tornam uma forma ainda mais importante de interação com os amigos e a família.


Dica de selecionar o que você consome nas redes sociais: se tem algo te fazendo mal, silencie, deixe de seguir, exclua. Procure manter os canais de informação confiáveis e o contato com as pessoas que te fazem bem.


3. Seja solidário


Procure ajudar especialmente a quem precisa de assistência extra, como os idosos.

Ajudar alguém é um benefício para quem recebe e para quem dá essa ajuda.