Mudanças: dentro e fora de você!

A cada dia vivenciamos mudanças inesperadas em nosso ser.

Como? Talvez você esteja perguntando.

Assim como o clima muda a cada dia, por exemplo, nesta manhã aqui em Curitiba já fez sol, mudou a temperatura e até o fim do dia haverá outras mudanças, também ocorrem mudanças em nosso corpo, em nossa cognição.

Você é a mesma pessoa de quando tinha 15 anos?

Seu corpo é o mesmo?

Agora, pense quantas mudanças ocorreram em sua vida até o presente momento, sendo elas positivas ou negativa?

São várias, não é?

Pois bem, as mudanças fazem parte das nossas vidas.

Meu objetivo aqui é incentivar você a liberar os pensamentos tóxicos que geram o aumento da ansiedade, das crenças limitantes, do desacreditar na vida, em si mesma(o), impedem você de realizar seus sonhos e até mesmo de conquistar a saúde plena.


Estou aqui pensando se você está perguntando: "Ana, como faço para mudar meus pensamentos?"


Então, vou compartilhar 5 dicas que irá ajudar você olhar para dentro:


1. É necessário reconhecer que você deseja mudar.


2. Seja persistente para olhar as feridas e dores as quais acometem a sua vida.


3. Permita-se entrar no processo psicoterápico para liberar os desconfortos e reaprender a estimular as pequenas alegrias para alcançar a ressignificação das dores.


Obs: Reconhecer suas vulnerabilidades e buscar as ações necessárias para a autocura é uma responsabilidade pessoal, pois cada um de nós temos o livre-arbítrio para escolher como seguir. Você pode escolher sair do ciclo do adoecimento e reaprender a viver. Somente você pode decidir.


Vale ressaltar, compreendo que não é uma tarefa fácil, mas eu olho para minha vida o quanto foi significativo ter coragem para mudar. Antes de ser psicóloga, sou uma mulher desbravadora de novos comportamentos saudáveis. Recordo que busquei ajuda quando tinha entre 12 ou 13 anos de idade porque era muito agressiva e com as minhas atitudes e convivência despertou em mim o desejo de ser psicóloga. Em minha vida a psicologia foi uma das ações as quais somou significativamente em minha história.

É necessário um pouco de coragem para mudar os ciclos de profunda tristeza, adoecimento para seguir uma vida de desenvolvimento de novos hábitos, novos pensamentos, novas atitudes as quais ajudará a desenvolver a inteligência emocional, o aprender a lidar com a raiva, a enfrentar os problemas com assertividade e principalmente a desfrutar da dádiva do viver.

Voltando às dicas:

4. Saiba que é possível mudar para o conquistar da saúde entretanto é necessário treinar seu cérebro com novos hábitos saudáveis.

5.Busque as pessoas certas para te ajudar em seus processos.


Enfim, a neurociência comprova que nosso corpo desenvolve a neuroplasticidade, ou seja, podemos sim mudar ciclos de adoecimentos para o resgate da saúde plena, entretanto é necessário de um pouquinho de coragem para seguir na metamorfose da transformação de dentro para fora.


Assim como a borboleta, passar pela transformação e assim você poderá voar a lugares mais altos da reaprendizagem, de abundância do viver com novos hábitos, pensamentos e atitudes mais saudáveis. Isso irá transformar seu ser e suas relações de dentro para fora.

Se precisar agende uma consulta para destravar no seu desenvolvimento pessoal.