Libere sua essência!

Algumas vezes nos perdemos em nossa identidade. Quando isso acontece, precisamos nos religarmos à essência de quem somos para um novo reencontro com seu eu.

Quantas vezes nossa essência ficou perdida na arte do viver devido às feridas, frustrações, perdas, conflitos, entre outros?



As dores e feridas fazem parte da vida. Seria uma mentira dizer que ninguém tem problema, pois na arte do viver temos sim desafios, entretanto, cada dia temos a possiblidade de ressignificar as dores e aprender a enfrentar os problemas com o desenvolvimento da inteligência emocional e com mais assertividade.


Assim como a águia precisa parar para vivenciar o seu processo de renovação, nós seres humanos também precisamos parar para olhar para dentro.


Sabe, na jornada da vida carregamos malas com algumas roupas sujas, malas que precisam ser renovadas, malas de conquistas, malas de alegrias, malas de sonhos frustrados, malas do cansaço de fazer, fazer e não desenvolver, a mala do medo, ou a mala da coragem, a mala da ausência do amor-próprio etc. No entanto, cada mala tem seu peso e sua singularidade. Algumas são fáceis de carregar outras não.


E os anos vão passando... Algumas malas vão aumentando o peso, mas algumas vão se perdendo diante da correria do fazer, ter, conquistar, realizar. Claro que o problema está no excesso.


Precisamos fazer e conquistar, porém, quando começamos a perceber o cansaço contínuo, problemas na forma de se comunicar, insônia constante, ansiedade, doenças aparecendo, entre outros dilemas, podemos sim estar relacionados à falta do equilíbrio. E isso sinaliza que a mala da essência está abafada no meio de tantas coisas.


Pois bem, neste momento eu não sei qual é a mala a qual você está carregando: se é a mala dos sonhos, autocuidado, ou se é a mala da frustração, da irritabilidade, das feridas não resolvidas, do medo excessivo, da depressão, da dor do luto, das dificuldades financeiras ou a mala da crise existencial, pois não sabe o que fazer em relação à sua vida.

Ora, sei que não é fácil, pois todo ser humano carrega malas que geram desconfortos. Agora, incentivo a você a olhar para dentro. Este é o seu tempo de novas aprendizagens, seu cérebro pode reaprender novos hábitos, não importa a idade a qual está neste dia. A ciência tem comprovado a capacidade do ser humano produzir a neuroplasticidade, ou seja, é possível reaprender novos hábitos a cada dia. Por exemplo: aprender a dizer não, aprender a se amar, liberar o fardo tóxico das dores do passado, responsabilizar-se pelo autocuidado, aprender a se comunicar etc. São novos aprendizados que contribuem para o seu prosseguir.


Novamente afirmo: este é o nosso tempo de renovação para liberar a essência dentro de nós, para uma caminhada com o desenvolvimento da saúde em suas multifaces.

Se bem que, a decisão está com você. Só você pode escolher vivenciar um novo tempo de olhar para dentro para reconectar consigo mesmo ou continuar adoecendo e carregando as “multimalas” tóxicas que influenciam negativamente o seu pensar, sentir, realizar, relacionar e agir.

Ah, preciso ressaltar algo: os dias estão voando e uma decisão poderá impactar sua vida e gerações. Está em suas mãos a decisão de viver ou a morte.


Neste mês de setembro amarelo, é mencionado a importância da prevenção contra o suicídio, mas retirar as malas tóxicas em sua vida é uma forma de prevenção e de restauração da saúde emocional, física, relacional e espiritual.


Saiba, que somente você poderá decidir a vida através do autoconhecimento, ou seja, reaprendendo a viver. Mas se escolher pela morte, irá se afogando a cada dia e sufocando a mala do sentir.


Sobre o ponto de vista do processo da renovação da águia, ele ocorre de 40 a 120 dias no alto da montanha. Após vivenciar todo processo de mutilação, para regeneração do novo em sua plenitude do seu corpo, ela consegue viver mais 30 anos (caso não seja atacada pelo seu predador). Mas, seu processo de renovação determinará seu futuro do viver: voar mais alto. Isso nos mostra que cada um de nós pode ser atingido pela morte física, o que faz parte do viver, no entanto, enquanto há vida, há esperança de viver coisas novas.


Eu acredito no processo de renovação. Quando eu tinha 35 anos, dei uma pausa para aprofundar, olhar para dentro de mim. Percebi que com 33 anos comecei um ciclo de puro ativismo e carreguei muitas malas tóxicas, até que uma pessoa que tem muito carinho e amor pela minha vida me alertou que estava perdendo a minha essência. Pequenos detalhes do viver que alegravam meu ser estavam sendo perdidos, como por exemplo: jantar com a família, passear, estar presente em momentos especiais, ou seja, estava deixando de viver as pequenas alegrias.


Foi difícil olhar para dentro! Pensei, pensei..., mas comecei a diminuir algumas coisas. Foi um processo longo. Tive que desapegar de algumas coisas, algumas emocionais, outras físicas. E somente aos 35 “fui para alto da montanha para me renovar”. Foi um tempo de processo, de alinhamentos, de liberar as coisas tóxicas para as novas aprendizagens de dentro para fora.


Quero declarar aqui que eternamente serei grata a essa pessoa a qual tenho carinho, respeito e amor, porque através de um diálogo abriu os meus olhos. Minha vida mudou significativamente e sou grata ao processo da renovação.


Hoje, com 41 anos, recomendo a você olhar para dentro. Os benefícios são tangíveis e intangíveis. Assim, aprendi a olhar a vida, as pessoas de uma forma diferente, cultivar o amor próprio, apreciar a vida, e também enfrentar os problemas com assertividade.


Como profissional, quero te incentivar a liberar sua essência! Quando você consegue olhar para dentro, amenizará os sintomas da ansiedade, depressão, pois você hoje é responsável em cuidar de você, liberar-se do que gera desconforto para uma nova caminhada.


Saiba que quando você cuida de você, consegue enfrentar os problemas de uma forma diferente, com assertividade, também ampliar a abundância da sua essência e ter conquistas na arte do viver.

Enfim, libere sua essência ao mundo! Reconecte-se consigo mesmo para voar mais e mais. Você é um diamante que está sendo lapidado a cada dia para brilhar a sua essência no mundo.


Você pode desenvolver as crenças de capacidade, conquistas, resolução e bem-estar! Acredite! Busque auxílio na psicoterapia para te ajudar a prosseguir.